23/06/2009

"Sem a música, a vida seria um erro." (Nietzsche)

Seguindo (**com muito atraso) a postagem "Solta o Som", em comemoração ao dia 21 de junho, dia mundial da música, comento discos ou músicas de bandas que mais tenho ouvido ultimamente, no computador, registradas pelo software do Last FM; e em casa, da coleção de CDs.

Entre os discos que mais suponho terem saído de suas capinhas para o suporte, um disc man bem antigo, desprovido da novidade anti-choque, plugado no canal "auxiliar" de um aparelho de som nada compacto, de quatro canais (rádio, auxiliar, toca vinil e fita), com caixas grandonas, bem comum nas casas das avós, estão mais nacionais do que "gringas":


-Texas Flood, do Steve Ray Vaughan
-Medeski, Martin e Wood, um trio de jazz moderno, instrumental. Uma das bandas de que -mais me empolgo para falar e o
-Tiger Milk (1996), da dupla Belle & Sebastian


Este último, encontrei garimpango bagatelas num hipermercado, por R$4,99. Ficou dias guardado, lacrado e quando o pus para tocar fiquei surpreso, canções leves, de melodias grudentas, com violões folks, metais simples e ambientações coloridas como a quinta faixa "eletronic renaissance". Baixe-o agora (senha: rcd).


"Não sei uma nota de música. Nem preciso." (Elvis Presley)

Os nacionais, sobretudo os discos que não tenho no pc, que ganham destaque no aparelho de som típico dos anos 90, devem ser:


-o primeiro (e apenas este disco) dos gaúchos Superguidis;
-os 3 discos, mas sobretudo o primeiro e segundo do Sun Walk and the dog brothers;
-Futura e o Afrociberdelia, da Nação Zumbi (17 no ranking do Last);
-E os álbuns do Pato Fu, Televisão de Cachorro e Toda Cura para todo mal (23 no Last);


"Depois do silêncio, aquilo que mais aproximadamente exprime o inexprimível é a música." (Aldous Huxley)

Já dos registros cravados no Last Fm, o campeão de execuções em geral (desde junho de 2007), são os Beatles, com quase 600 audições. O disco Sg. Pepper´s, que não é nem o segundo preferido (Abbey Road e White Album, respectivamente), aparece como o mais tocado do quarteto; enquanto o disco inaugural do Franz Ferdinand na categoria "álbuns mais tocados" é o vencedor. Na verdade, ouvi muito este disco tempos atrás, agora quase nunca.

A segunda banda mais ouvida é Spoon. Esta, descoberta em 2007, da qual me tornei fã de maneira automática após ouvir o ga ga ga ga ga, disco de 07 (minha presença no festival Terra do ano passado deveu-se 50% graças ao quarteto inglês) teve dois fatores de alta rotatividade no pc: uma resenha e a proximidade do festival, em 08.

"Eu nasci com a música dentro de mim. Ela me era tão necessária quanto a comida ou a água." (Ray Charles)
Entretanto, o que ainda não deu tempo do Last registrar são discos bem rodados aqui nos últimos dois meses: Radiohead (Ok Computer e principalmente The bends), dois dicos noventistas do Red Hot Chilli Peppers, dos quais me identifiquei demais, justamente quando praticamente já havia deletado a banda da minha galeria de artistas preferidos: o One hot minute e Blood Sugar Sex Magic. Por último, acho que The Breeders, que conheci no palco, também no Terra de 08 e o som rockeiro-instrumental do trio Pata de Elefante, o qual já figura bem classificado na minha tabela geral do Last e que recomendo demais...

-----
Enquanto postava, antes mesmo de observar as tabelas do Last, a trilha que rolava era Beatles, seguido por Belle & Sebastian que fiquei com vontade de ouvir, após comentar aqui.

**Algumas pessoas como a Nely e a Vanessa, que propôs a blogabem, também a Mari Amorim cá vieram atrás desta postagem que só consegui realizar hoje, quase dois dias após o combinado.

2 comentários:

Re Alves disse...

Sei que não é novidade, mas se eu tivesse que indicar álbuns seriam poucas as diferenças para com este post.
Vale indicação: Dear Catastrophe Waitress, do Belle & Sebastian, em especial a música If She Wants Me, mas o álbum inteiro é fera. Também Silent Alarm, do Bloc Party. Este eu também ouvi por muito tempo e hoje raramente, por incrível que pareça ele me inspira raiva... sem comentários!!!
Bem é isso! E pra finalizar, ainda ouço Spoon semanalmente!
Bjos

A.Cerri disse...

Dos discos citados, sabes que sou fã de Toda Cura Para Todo Mal, Futura e Sgt. Peppers (apesar de também não ser o meu preferido - no caso: White Album).

O finalzinho está com um estilo metalinguagem do MZ hahuahauha

Talvez por influência do filme "Lóki", sobre Arnaldo Baptista, que assisti recentemente (e recomendo), estou ouvindo exaustivamente o disco homônimo do cara. É sensacional.

Abraço