22/12/2007

Coisas pessoais (ou não)

Estou de férias da faculdade. Somente as 20:30 desta sexta-feira. Mas ainda restou ir sábado de manhã pra universidade entregar o último trabalho, um programa de rádio sobre a identificação jovem com a produção musical dazantigas, aquela dos anos revolucionários.
O semestre foi eterno.

----

Constatação:

Enquanto ela falava sobre os mais diversos assuntos, ele babava baldes e mais baldes de adimiração e descrença em tamanha beleza.

----

Os meus veteranos da Unesp, que se formaram este ano, tiraram todos nota máxima no TCC (trabalho de conclusão de curso). Deviam esfregar na fuça de um certo professor aí (o do jornal científico lá). E muitos deles já não os vejo mais. É tudo muito rápido e violento. Já estou no último ano. E ainda não deu tempo pra pensar no que isso significa. Aliás deu: muitas pessoas queridas eu talvez não as veja tão cedo, pra não dizer nunca mais.

----

As mulheres são as melhores. E elas ganharam um lindo texto no Blônicas:

Mulher Malagueta.

----

Sintam-se abraçados, que o natal de vcs tenha a paz Daquele que um dia inspirou esta data.

2 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

AHAHAHAAA
eu sou uma mulher malagueta!
eu sou! eu sou!

Bruno Espinoza disse...

vou sentir falta de vc, rapaz barbudo!

E, obrigado pela presença na minha banca. Fique em paz e faça seu último ano valer a pena.

Abraçaço!